VPN explicada: Como funciona?

VPN explicada: Como funciona?

As VPNs criam uma conexão segura entre você e a Internet. Quando você se conecta à internet pela VPN, todo o seu tráfego de dados é enviado através de um túnel virtual criptografado. Essas são as vantagens:

  • Você ficará mais anónimo na Internet: seu endereço de IP e sua localização não ficarão visíveis para qualquer pessoa.
  • Você ficará mais seguro na Internet: o túnel criptografado afastará hackers e criminosos cibernéticos, e seu dispositivo não ficará tão susceptível a ataques.
  • Você ficará mais livre na Internet: ao utilizar diferentes endereços de IP, você poderá aceder sites e serviços online que normalmente estariam bloqueados.

Cada vez mais pessoas utilizam VPNs para navegar pela internet. A sigla VPN significa Virtual Private Network (Rede Privada Virtual). É uma ferramenta fácil e eficiente que oferece três recursos essenciais para você navegar online: mais segurançaprivacidade e liberdade. Se você não estiver acostumado com o conceito de uma VPN, pode ser meio confuso. Mas não se preocupe! Nesta página você encontrará toda a explicação que precisa sobre o funcionamento das VPNs e para que as pessoas as utilizam. Nós falaremos tudo que você precisa saber sobre as vantagens e recursos das VPNs. 

O que é uma VPN?

As VPNs criam uma conexão segura entre o seu dispositivo (seu computador ou smartphone, por exemplo) e a internet. Ao navegar online, todos nós temos utilizamos um endereço de IP exclusivo. Você poderia comparar este IP a um número de telefone ou endereço residencial,, só que para o seu computador e smartphone: seu endereço de IP é um código de identificação pessoal para sua conexão de Internet. Ele revela sua localização e está vinculado à pessoa que paga seu fornecedor de Internet. Com seu endereço de IP, você pode ser reconhecido e localizado online, não importa o que você esteja fazendo. Isto é, a não que esteja usando uma VPN.  As VPNs nem sempre serão capazes de cobrir seus caminhos: existem outros métodos que podem acabar revelando sua identidade online. Técnicas que utilizam vazamento de WebRTC e mapeamento de navegação ainda conseguem recolher dados sobre você. Ainda assim, as VPNs ainda serão a melhor protecção na maioria dos casos.

Conforme falamos acima, a sigla VPN significa Virtual Private Network (Rede Privada Virtual). Esta rede privada permite que você envie seu tráfego de dados para um servidor externo, através de uma conexão segura e criptografada. A partir daí, o tráfego será enviado pela Internet. Por isso, o endereço de IP exibido na Internet será alteração.

As VPNs são usadas para quê?

Existem muitos motivos para começarmos a usar uma VPN. As principais são as seguintes: VPNs aumentam sua privacidade online, oferecem mais segurança online e permitem que você navegue com mais liberdade (burlando restrições e censuras online). Falaremos mais sobre isso nas secções seguintes.

Como as VPNs oferecem segurança online

As VPNs oferecem segurança, pois criptografam todo o seu tráfego de internet, mesmo antes de chegar aos servidores VPN, guiando seu tráfego de dados por um “túnel VPN” muito mais seguro. Isso dificulta muito para outras pessoas, como governos e hackers, interceptarem e visualizarem seus dados. Por este motivo, é altamente recomendado o uso de VPNs ao utilizar redes públicas de Wi-Fi (perigosas). Seja no trabalho ou em casa, o uso de uma boa VPN é igualmente importante. Provedores como a NordVPN ou a ExpressVPN oferecem criptografia de ponta, AES de 246 níveis. Com este tipo de proteção, você não precisará se preocupar com ninguém colocando as mãos nos seus dados e usando-os contra você.

Como as VPNs oferecem privacidade e anonimato online

As VPNs oferecem mais anonimato online pois você não navegará pela internet com o seu endereço de IP disponível publicamente. Seu endereço de IP pessoal ficará oculto assim que você se conectar ao servidor VPN. Geralmente, outras pessoas podem relacionar suas atividades online à sua identidade e sua localização, baseados no seu endereço de IP. Por exemplo, geralmente, seu provedor de internet, os sites que você visita e autoridades podem ver tudo que você faz online. No entanto, quando você usa uma VPN, suas actividades online só podem ser rastreadas até o servidor VPN, não até você (a não ser que você esteja conectado a certos sites, como YouTube e Google). Muitos provedores de VPN não divulgarão ou monitorarão o que você faz através de seus servidores. Assim, você poderá navegar anónimo pela internet, pois não poderá ser identificado ou rastreado por seu endereço de IP.

Como as VPNs oferecem liberdade online

Uma VPN pode oferecer muito mais liberdade online para você. Ela permite que você se conecte a servidores espalhados por todo o mundo. Quando você se conecta a um servidor VPN de um país, você poderá acessar a internet como se estivesse fisicamente naquele país. Isso pode ser muito útil, pois a internet não é livremente acessível em todos os países. Alguns países censuram parte da internet ou aplicam restrições a sites de mídias sociais e serviços de streaming online. Se você estiver de férias ou se mudou para um país estrangeiro, é possível que você não consiga ter acesso a alguns serviços de streaming do seu país de origem. A VPN permitirá que você se conecte à internet através de servidores no seu país de origem. Geralmente, isso permite que você assista ao seu seriado favorito ou acesse seu site favorito. Isso também funciona ao contrário. Se você deseja ter acesso a sites ou serviços de streaming disponíveis em outros países (assistir uma versão diferente da Netflix, por exemplo), você consegue através da conexão VPN.

Como as VPNs funcionam?

Ao encontrar um provedor de VPN confiável, faça o download e instale o software. Configure as definições de segurança de acordo com suas preferências e estabeleça uma conexão segura com o servidor VPN desejado. Quando a conexão estiver estabelecida, o que acontecerá com seus dados é o seguinte:

  1. O software de VPN no seu computador criptografa seu tráfego de dados e envia para o servidor VPN através de uma conexão segura.
  2. Os dados criptografados do seu computador são decifrados pelo servidor VPN.
  3. O servidor VPN enviará seus dados pela internet e receberá todo o tráfego enviado de volta, sendo o utilizador o destinatário final.
  4. O tráfego, então, é criptografado novamente pelo servidor VPN e enviado de volta para você.
  5. O software da VPN no seu dispositivo decifrará os dados para que você possa entender e utilizá-los.

conexão VPN criptografará seu tráfego de dados, dificultando muito a vida de hackers e autoridades que tentarem ver ou interceptar seus dados. A conexão segura também oferece maior anonimato aos utilizadores, pois seu tráfego de internet é roteado através de um servidor VPN externo. Como você está navegando pela internet com o endereço de IP do servidor VPN, seu endereço de IP real permanecerá oculto. Geralmente, sua localização e sua identidade podem ser reveladas através do seu endereço de IP, pois ele é único da sua conexão com a internet. Ao utilizar um IP diferente (o atribuído a você pelo servidor VPN), nenhuma das suas atividades online poderão ser rastreadas até você utilizando seu endereço de IP, e você poderá navegar à vontade pela internet em anônimo.

O aplicativo da VPN será executado em segundo plano no seu computador, tablet ou smartphone. Você poderá aceder a internet como sempre faz e não perceberá nenhuma diferença além do facto de conseguir burlar restrições geográficas.

É legalmente permitido usar VPNs?

Algumas pessoas se perguntam se o uso de VPNs é legal. Afinal, o serviço permite que você fique muito mais anónimo online, o que pode ser muito útil para hackers e criminosos cibernéticos. Se esse tipo de pessoa não podem ser rastreados online, fica muito mais difícil puni-los por seus crimes. Mesmo assim, isso não significa que as VPNs são necessariamente ilegais. Pelo contrário: muitas empresas utilizam VPNs e recomendam seu uso. A União Europeia também apoia a liberdade na internet, o que uma VPN pode te oferecer.

Diversos países por todo o mundo consideram o uso de VPNs totalmente legal. Mas realizar atividades ilegais enquanto utiliza uma VPN continua sendo ilegal. Portanto, não há problema algum em utilizar as VPNs para fins comuns, como navegar, jogar, assistir Netflix, YouTube ou algo do tipo. Se você utilizar uma VPN para fazer download de arquivos ilegais, como cópias não oficiais de filmes e músicas, por exemplo, é provável que você esteja infringindo leis locais do seu país. Embora as VPNs ofereçam maior anonimato online e tornem muito mais difícil seu rastreio pelas autoridades, o download em si ainda é ilegal.

Existem alguns países que consideram o uso de VPNs ilegal. O uso das VPNs na maior parte do mundo (ocidental) não te colocará em problemas. Pelo contrário, nós recomendamos o seu uso!

Quantos protocolos de VPN existem?

As conexões VPN utilizam uma conexão criptografada, também chamada de túnel. Existem várias formas diferentes (protocolos) de se configurar essas conexões VPN. Os principais protocolos de VPN são os seguintes:

  • OpenVPN: A OpenVPN é um dos protocolos mais utilizados. É um protocolo de código-fonte aberto, que utiliza criptografia baseada nos protocolos OpenSSI e SSLv3/TLSv1. A maioria dos provedores de VPN suportam o OpenVPN e está disponível em diversas plataformas (Windows, Mac, (OSx), Android, iOS, Linux, roteadores). A maioria das pessoas consideram a OpenVPN a melhor opção.
  • IPSec/L2TP: este protocolo combina IPSec para encriptação de dados com L2TP para uma conexão segura. A maioria dos sistemas operacionais possuem IPSec/L2TP, além de ser uma ótima opção se a OpenVPN não estiver disponível.
  • PPTP: PPTP (Point to Point Tunneling Protocol) foi um dos primeiros protocolos disponíveis. No entanto, este protocolo possui algumas falhas (em potencial). Por isso, o uso deste protocolo só é recomendado se a velocidade for mais importante que sua segurança. Este pode ser o caso quando você quiser burlar restrições geográficas para acessar serviços de streaming.
  • Softether: O Softether, diferente dos outros, não é um protocolo único, mas um aplicativo de código-fonte aberto que opera em diferentes plataformas e oferece suporte para protocolos de VPN, como o SSL VPN, L2TP/IPSec, OpenVPN e o Microsoft Secure Socket Tunneling Protocol. O Softether oferece apenas um servidor VPN.
  • WireGuard: O WireGuard é um protocolo relativamente novo que vem ganhando popularidade. Ele opera em Linux kernel e busca alcançar uma performance ainda melhor que o OpenVPN e IPSec. Para mais informações, visite o website.

Como configurar sua própria VPN

Configurar sua conexão VPN é mais fácil do que parece. Seu provedor de VPN se encarregará da maior parte do trabalho para você. Primeiro, você precisa escolher seu provedor de VPN . Ao encontrar um que atenda suas necessidades, adquira seus serviços, baixe e instale o software fornecido pelo provedor. Em poucos minutos você estará pronto para navegar através dos servidores de VPN. Agora você pode conectar-se à internet de forma segura e anónima, livre de quaisquer restrições ou censura que sua localização geográfica possa oferecer!

A maioria dos provedores de VPN oferecem software para todos os tipos de dispositivos e sistemas operativos (Windows, Mac, iPhone, Android).

Introdução à VPN em 3 etapas simples

Se você quer começar a usar uma VPN, mas não sabe bem por onde começar, você está no lugar certo. Para começar a usar uma VPN leva apenas 5 minutos e é muito fácil. Nós o guiaremos nestas três etapas para você começar a usar sua VPN:

1° passo: Assine um provedor de VPN confiável

Para os iniciantes, recomendamos o ExpressVPN ou o NordVPN. Nós testamos estes provedores exaustivamente e acreditamos que são uma ótima opção para iniciantes, pois são muito intuitivos e fáceis de configurar, além de serem bem rápidos. Estes dois provedores de VPN também permitem que você ofereça segurança para vários dispositivos com apenas uma assinatura, além de oferecerem uma garantia de reembolso de 30 dias. Desta forma, você pode testar por pelo menos um mês sem qualquer risco. Nesta página você também encontrará análises de vários outros provedores de VPN. Alguns provedores de VPN muito interessantes também são o CyberGhost, o PIA, o SurfShark e o ProtonVPN, este último que também oferece uma das melhores assinaturas gratuitas.

Ao escolher seu provedor de VPN, você terá que assiná-lo. Crie uma conta e certifique-se de ter suas informações de login em mãos. Você precisará dessas informações nas etapas seguintes. Conforme mencionado anteriormente neste artigo, tanto a ExpressVPN quanto a NordVPN possuem garantia de reembolso de 30 dias. Portanto, você poderá testá-las e solicitar o reembolso, caso não sejam a certa para você.

2° passo: Baixa o app da VPN

Agora que você completou sua assinatura com seu provedor de preferência, você só precisa baixar o app da VPN no seu smartphone Android, iPhone, tablet ou computador. Vá directo para a página inicial do provedor da VPN é a melhor forma de encontrar o software correcto. Não tente fazer o download a partir de outras fontes, pois os arquivos podem conter bloat ou malware. Ao terminar o processo de instalação do software, você poderá fazer o login.

3° passo: Active o app da VPN e comece a navegar livremente pela internet e com segurança

Quando o app da VPN estiver habilitado (geralmente basta clicar num único botão), a conexão VPN será estabelecida. Geralmente, você nem percebe que está operando, pois é executado em segundo plano no seu dispositivo. Quando habilitado, você poderá navegar pela internet muito mais seguro, livre e anónimo.

Por que você deveria usar uma VPN?

Existem vários motivos pelos quais as pessoas usam VPNs, as principais são:

    • Anonimato na internet: Uma conexão VPN oculta seu verdadeiro endereço de IP e sua localização. Com uma conexão VPN, você utiliza o endereço de IP do servidor de VPN ao qual você está conectado. Desta forma, seu endereço de IP permanece oculto. Sites e outras entidades não conseguirão rastrear suas atividades online até você, ou mesmo descobrir sua localização e identidade baseados no seu endereço de IP (contanto que seu provedor de VPN possua uma política anti-registro). Tudo que poderão ver, quando você estiver usando a VPN, é um endereço de IP diferente, que não tem qualquer vínculo com você. Com uma VPN você pode navegar anonimamente na internet.
    • Protecção contra hackers e autoridades do governo: As pessoas estão cada vez mais conscientes sobre sua vulnerabilidade na internet. Sem uma conexão de VPN segura, qualquer um poderá interceptar, ver e roubar seus dados, geralmente sem você perceber. Sem perceber, outras pessoas podem “aceder” seus dispositivos e utilizar suas informações pessoais. Você pode evitar situações como essa com uma VPN, pois ela criptografa todo o seu tráfego de internet.
    • Acesso seguro à internet em redes públicas: Utilizar redes públicas pode ser muito arriscado. Outros utilizadores na mesma rede podem facilmente ter acesso aos seus dados e informações pessoais. Como você não quer outras pessoas espiando suas informações, como por exemplo, seu endereço de e-mail ou informações do cartão de crédito, recomendamos o uso de uma conexão VPN. A VPN criptografa todo o seu tráfego de internet. Hackers só conseguirão ver dados criptografados e não terão acesso às suas informações pessoais.
    • Burlar censura e restrições geográficas: Para um utilizador comum da internet pode haver muitas restrições quanto ao que podem ou não acessar online. Por exemplo, você não conseguirá ver todo o conteúdo disponível no BBC iPlayer caso não esteja acessando a internet com algum endereço de IP britânico. Além disso, alguns serviços de streaming, como a Netflix, oferecem conteúdo diferente, baseado na sua zona geográfica. Alguns governos (como a China, Turquia e Egipto, por exemplo) bloqueiam o acesso a certos serviços de internet, como o WhatsApp, Skype, Facebook e Twitter. Ao alterar sua localização geográfica com uma VPN, é possível burlar essas restrições.
    • Download e upload anônimo: Baixar alguns tipos de torrents é ilegal na maioria dos países. Cada vez mais as pessoas que baixam esses torrents são rastreadas e, às vezes, até processadas. É claro que não estamos defendendo nenhuma prática ilegal. No entanto, entendemos que as pessoas querem privacidade e anonimato, não apenas enquanto navegam pela internet, mas também quando fazem download e upload de arquivos. Para garantir que ninguém sabe o que você anda enviando e baixando da internet, use uma conexão VPN. Devido à criptografia do tráfego e o endereço de IP redirecionado, você pode fazer seu download anonimamente com uma VPN.
    • Evite que empresas criem um perfil sobre você: Redes de anúncios como o Facebook, Google e Twitter, estão constantemente recolhendo informações sobre você através do seu tráfego online. Com estas informações, eles podem exibir anúncios personalizados para você e até pior, vender estas informações para terceiros. Ao criptografar seu tráfego online utilizando uma VPN, estas redes não conseguirão recolher informações sobre você, tendo assim, menos influência sobre o que você vê online.
    • Acesso à rede da sua empresa: Cada vez mais empresas estão permitindo que seus colaboradores trabalhem de casa ou mesmo de outros países. Algumas pessoas usam a conexão de VPN para acessar a rede da empresa a partir de casa. Isso permite que as pessoas trabalhem efectivamente de casa.

Utilizando uma conexão VPN

Se você deseja criar uma conexão VPN no seu computador, você precisará de uma conta de VPN. A maioria dos provedores de VPN de qualidade oferecem contas que não custarão mais que alguns trocados por mês. Após assinar e criar uma conta em algum dos provedores de VPN, você receberá informações para aceder seus servidores de VPN. Você pode usar estas informações para configurar uma conexão com um dos servidores oferecidos por seu provedor. A maioria dos provedores oferecem software que torna muito mais fácil configurar esta conexão. Após esta etapa, você pode escolher um protocolo que melhor atende suas necessidades e um servidor localizado em um determinado país ou cidade.

Fonte: vpnoverview.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ao continuar a usar o site, você concorda com o uso de cookies. Mais Informação

As configurações de cookies deste site estão definidas para "permitir cookies" para oferecer a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar as configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, estará concordando com isso.

Fechar