Microsoft: Power Platform também é para desenvolvedores reais

Microsoft: Power Platform também é para desenvolvedores reais

A Microsoft está trazendo melhorias para a plataforma de ‘código baixo’ que os desenvolvedores profissionais poderiam usar, como suporte T-SQL e integração ao GitHub.

A Microsoft Power Platform pode ser mais conhecida como um conjunto de serviços em cloud para analistas de negócios e os chamados “desenvolvedores cidadãos”, mas a Microsoft acredita que desenvolvedores profissionais também podem tirar proveito disso.

Para esse fim, a empresa introduziu um ponto de extremidade T-SQL em seu Common Data Service, um serviço de armazenamento baseado em nuvem usado pelos aplicativos de negócios do Dynamics 365, permitindo que os desenvolvedores criem aplicativos que consultam os principais dados de negócios da empresa, como se foram armazenados em um banco de dados do SQL Server.

A Power Platform, que possui mais de 3,5 milhões de desenvolvedores ativos mensais, de acordo com a Microsoft, apresenta quatro elementos:

  • Power Apps, um ambiente gráfico sem código para criar aplicativos da Web e móveis que oferece modelos pré-criados, recursos de arrastar e soltar e implantação rápida. O acesso é fornecido imediatamente para mais de 350 fontes de dados, como SAP e Salesforce.
  • Power Automate, uma ferramenta de automação de processos robóticos.
  • Power BI, para analisar e visualizar dados.
  • Power Virtual Agents, um ambiente de criação de chatbot.

Embora a Power Platform seja conhecida como um conjunto de ferramentas para não codificadores, a Microsoft enfatiza que os desenvolvedores profissionais podem usá-la para complementar seu fluxo de trabalho tradicional, com as ferramentas da Power Platform trabalhando ao lado de ferramentas como o Visual Studio IDE, o Visual Studio Editor de código e GitHub. Os desenvolvedores podem montar aplicativos rapidamente com os Power Apps e complementar a funcionalidade com lógica comercial personalizada, visualização ou inteligência artificial.

A Microsoft também anunciou melhorias futuras nos Power Apps para alavancar JavaScript ou TypeScript ou uma biblioteca de componentes como o React. Além disso, a versão de Junho dos Power Apps oferecerá suporte adicional à autenticação do Principal de Serviço, cobrindo tarefas de construção, verificações de qualidade, soluções e gestão de ambiente. Recursos semelhantes serão oferecidos ainda este ano para a implantação de código no GitHub.

Fonte : InfoWorld

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ao continuar a usar o site, você concorda com o uso de cookies. Mais Informação

As configurações de cookies deste site estão definidas para "permitir cookies" para oferecer a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar as configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, estará concordando com isso.

Fechar